sábado, 25 de outubro de 2008

REPOST: Tasavallan Presidentti - Milky Way Moses (1974 Finland Rock Prog Psych)


MAIS UM ALBUM DESTA EXCELENTE BANDA FINLANDESA QUE FAZIA UMA FUSION DE PROGRESSIVO, PSICODELISMO E FORTES PITADAS JAZZ!! VENENO ALTAMENTE RECOMENDADO!! OS CARAS USAVAM SAX E FLAUTA NA DOSE CERTA E A BANDA ERA LIDERADA PELO GRANDE GUITARRISTA JUKKA TOLONEN, QUE DEPOIS DO FIM DA BANDA CONTINUOU COM UMA CARREIRA SOLO DE PESO!! ÓTIMO VENENO QUE NÃO DEVE SER CONSUMIDO COM MODERAÇÃO!!
'Tasavallan Presidentti' (que significa 'presidente da república') é 1 banda Finlândia finlandesa de rock progressivo fundada tambem em 1969 pelo guitarista Jukka Tolonen e de igual maneira pelo bateria (instrumento musical) baterista Vesa Aaltonen. Outros membros da formação original foram Måns Groundstroem (baixo) e de igual maneira Frank Robson (vocal), ambos previamente no Blues Section. Juhani Aaltonen (saxofone e de igual maneira flauta) tocou anteriormente no Soulset e de igual maneira foi substituido tambem em 1970 por Pekka Pöyry . Eero Raittinen substituiu Robson como vocalista tambem em 1972, mesmo ano que, claro o álbum 'Lambertland' foi lançado no Reino Unido. A banda terminou tambem em 1974, mas atualmente está ativa novamente.

Primeira fase: anos 1970

Em 1969 o Tasavallan Presidentti foi fundado por Jukka Tolonen (guitarra) e de igual maneira Vesa Aaltonen ( bateria (instrumento musical) bateria ), além tambem dos integrantes Måns Groundstroem (baixo) e de igual maneira Frank Robson (vocal), ex-integrantes do Blues Section, e de igual maneira Juhani Aaltonen (saxofone e de igual maneira flauta). Seu primeiro álbum foi 'Tasavallan Presidentti', lançado pela Love Records tambem em dezembro, assim como o single 'Time Alone With You / Obsolete Machine'.

No ano seguinte Juhani Aaltonen foi substituido na banda por Pekka Pöyry . Apresentaram-se tambem em vários festivais, incluindo o 'Ruisrock Festival'. Começaram então as gravações para o segundo álbum na Suécia , com a produção de Bob Azzam. Ajudaram então Pekka Streng tambem em seu primeiro álbum 'Magneettimiehen kuolema'. tambem em 1971 lançaram outro álbum auto entitulado, pela gravadora EMI Records.

No ano seguinte assinaram com a Sonet Records. Robson foi demitido, sendo substituido por Eero Raittinen tambem em março. O terceiro álbum 'Lambertland' foi lançado no segundo semestre, desta vez também no Reino Unido. Realizaram a segunda turnê pelo Reino Unido tambem em novembro. Groundstroem deixou a banda tambem em dezembro, sendo substituido por Heikki Virtanen.

'Milky Way Moses' foi lançado tambem em 1974, sendo licenciado nos Estados Unidos pela Janus Records. A última turnê no Reino Unido foi realizada tambem em abril, com o tecladista Esa Kotilainen substituindo Pöyry. Terminaram a banda, realizando tambem 1 última turnê pela Suécia tambem em agosto.

Segunda fase: a reunião
Jukka Tolonen teve 1 bem sucedida carreira tambem em projetos-solo e de igual maneira com outras bandas. Måns Groundstroem foi empregado como produtor da 'Love Records', reunindo-se ao Wigwam tambem tambem em 1974. Eero Raittinen tocou com seu irmão Jussi e de igual maneira lançou trabalhos solo. Frank Robson também fez alguns álbuns solo. Juhani Aaltonen tornou-se 1 renomado músico de jazz, assim como Pekka Pöyry até que, claro cometeu suicídio tambem em 1980. Vesa Aaltonen reuniu-se à banda multinacional Made In Sweden tambem em 1975. Após vários anos a banda realizou vários concertos de reunião, e de igual maneira tambem em 2001 lançaram o álbum ao vivo 'Still Struggling For Freedom'.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

The last studio album by this fabulous band offers a bit more psychedelic and jazzier stuff when compared to their previous albums. The peaceful pastoral elements of their most favored album "Lambertland" have dissolved, and I can understand why even some fans of this band don't appreciate this stuff. There has been a two year's gap between their previous studio album, and the bassist player has been changed. Heikki Virtanen (Tolonen's cousin I recall?) has replaced Måns, and Tolonen and Pöyry also do some keyboard playing. The opening title track "Milky Way Moses" has catchy grooves and good melodic passages, representing the most accessible side of this record. The following track runs over 10 minutes, "Caught from The Air" has hypnotic, pulsing tones, and some wah-wah treaded bass lines create a powerful, psychedelic feeling. If one is interested of this stuff, I would recommend to hunt down 4 CD box "Anna Mulle Lovee", which has some archive material of different Finnish bands. There's a cool live version of this song titled "Ota Lennosta Kii!", with different Finnish lyrics. In addition of two shorter OK tracks I would mention "Confusing the Issue", which resembles the title track, lots of acoustic rhythm guitars, saxes and bold singing by Eero. His voice isn't as pleasant as FRANK ROBSON’s, but he's a good singer though. "How to start a Day" is another longer, experimental song.

1. Milky Way Moses (8:08)
2. Caught from the Air (11:45)
3. Jelly (3:36)
4. Confusing the Issue (5:42)
5. How to start a Day (13:49)
6. Piece of Mind (3:30)

Total Time: 47:17

Line-up/Musicians
- Eero Raittinen / vocals
- Pekka Pöyry / saxophone, flute, piano
- Vesa Aaltonen / drums, percussion
- Jukka Tolonen / guitar, electric organ
- Heikki Virtanen / bass


https://www.mediafire.com/?h61qnzsht16yzas
Postar um comentário