segunda-feira, 15 de agosto de 2011

REPOST: Freedom - Freedom at Last (1970 UK Hard Rock)


REPOSTAGEM ATENDENDO A VÁRIOS PEDIDOS DE ENVENENADOS!! TÁ AÍ ENTÃO PESSOAL!! EXCELENTE BANDA INGLESA QUE FAZIA UM HARD ROCK DE TIRAR O FOLEGO!! TEM UMA VERSÃO DE "TIME OF THE SEASON" DA BANDA ZOMBIES, "BUILT FOR COMFORT" DO MESTRE BLUESEIRO HOWLIN WOLF, UMA VERSÃO MUITO FURIOSA PRA "DIRTY WATER" DA BANDA DOS ANOS 60 STANDELLS E AINDA UMA VERSÃO PARA "CRY BABY CRY" DOS BEATLES!! NO MAIS O DISCO É HARD ROCK COM UMA HARMONIA PERFEITA QUE POR CERTAS VEZES, EM ALGUMAS FAIXAS, CONTÉM PITADAS DE BLUES E FOLK, MAS NADA EM ABUNDÂNCIA, NADA QUE TIRE A CRUEZA E ORIGINALIDADE DO BOM E VELHO HARD ROCK SETENTISTA DAQUELE BOM MESMO!! EXCELENTE VENENO QUE É UMA DIRETA NA VEIA E ALTAMENTE RECOMENDADO!! 

"A origem da banda remonta ao ótimo Procol Harum de Gary Brooker, conhecido pelo mega hit “A Whiter Shade of Pale”, que foi lançado em 1967 e trazia em sua formação o baterista e vocalista Bobby Harrison e o guitarrista Ray Royer. Estes dois músicos se juntaram ao tecladista Wike Lease e ao baixista Steve Shirley na primeira encarnação do Freedom." Após indas e vindas, embalado pela onda de power trios como Cream e Jimi Hendrix Experience e fortemente influenciados pelo blues rock do Led Zeppelin, Harrison junta-se ao guitarrista Roger Saunders e ao baixista Walter Monaghan para formar a segunda versão do Freedom, responsável pela fama do grupo.

Freedom At Last, o segundo LP do Freedom - e primeiro com esta formação - é um trabalho de primeira linha quando o assunto é rock and roll. O disco abre com “Enchanted Wood”, faixa que já mostra a pegada da banda, destacando o vocal com grande qualidade de Harrison, o baixo no melhor estilo e a guitarra a todo momento. Uma maravilha de música! A próxima é a versão para um blues de Howlin Wolf chamado “Deep Down in The Bottom”, aqui totalmente revisitado no melhor estilo zeppeliniano. Novamente a banda demonstra a garra que lhe era peculiar.

“Have Love Will Travel” é mais popzinha, porém destaca uma pegada bem legal. A próxima faixa é de matar: trata-se de uma versão estupenda da balada “Cry Baby Cry”, dos Beatles, cuja versão original está no White Album de 1968. Vale ouvir para perceber a diferença do vocal de Bobby Harrison. Se no White Album “Cry Baby Cry” está “perdida” entre as trinta músicas do álbum, em At Last o Freedom conseguiu criar um clima de grande destaque e fortes emoções.

Para aumentar a emoção, a banda ainda teve inspiração para recriar outro clássico e transformá-lo em algo mais forte que sua versão original. Trata-se da linda “Time of the Season”, música retirada do clássico absoluto Odessey and Oracle, lançado em 1968 pelo grupo inglês The Zombies. Atenção especial para os solos de guitarra e para o acompanhamento do baixo.

Na sequência temos novamente o blues dando a tônica do disco. Primeiro “Hoo Doo Man”, e na depois um hino de Willie Dixon, a regravadíssima “Built for Comfort”. “Fly”, a próxima, é muito interessante, bem no estilo em voga na época. Em seguida surge “Never Loved a Girl”, de Dell Shanon, uma beleza de balada com destaque novamente para o belo vocal de Harrison. A décima faixa é “My Life”, cantada numa levada incrivelmente similar com a que David Bowie faria em discos como Hunky Dory e The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders From Mars. Teria Bowie, antes de alcançar a glória, sido influenciado pelo Freedom?

Nesta altura o álbum já venceu a prova da qualidade, mas ainda não acabou. “Can’t Stay” encaminha o trabalho para o final com um refrão que, sinceramente, emociona. Para encerrar, “Dusty Track”, que deixa uma vontade de começar tudo de novo. - Wagner Xavier -


Freedom's first album after drummer/singer Bobby Harrison totally revamped the lineup was typical lumpy British hard rock circa 1969, with nothing in the way of interesting songwriting or instrumental innovation to grab one's attention. In a way, they made for an ideal support act for an emerging and insecure headliner; they weren't going to upstage anyone. Sometimes they would leave off the generic blues-flavored hard rock for poppier or folkier material with harmonies, but melody and originality were not present in abundance. And it's playing a losing game to record covers of the Beatles' "Cry Baby Cry" and the Zombies' "Time of the Season," both of which had just been released, in much better and more popular versions of course, by the original artists; the Howlin' Wolf covers don't do the master much credit, either. (Review from OrexisofDeath)

Bobby Harrison - Drums, Percussions and Vocal
Roger Saunders - Electric & Acoustic Guitars, Piano, Organ and Vocal
Walter Monaghan - Bass Guitar, Electric Guitar, Piano, Melotron and Vocal
Guest:
Sam: Piano on "Hoo Doo Man"

01-ENCHANTED WOOD
02-DEEP DOWN IN THE BOTTOM
     http://youtu.be/f77rE7AR4N8
03-HAVE LOVE WILL TRAVEL
04-CRY BABY CRY
05-TIME OF THE SEASON
06-HOO DOO MAN
07-BUILT FOR COMFORT
08-FLY
09-NEVER LOVED A GIRL
10-MY LIFE
11-CAN'T STAY WITH ME
12-DUSTY TRACK
13-DIRTY WATER
14-AIN'T NO CHANCE TO SCORE

Postar um comentário