quinta-feira, 13 de novembro de 2014

JOHN DRENDALL, B.A. THROWER & FRIENDS - Papa Never Let Me Sing The Blues (1972 US Blues Folk Psych Acid Rock)


DRENDALL, THROWER E OS AMIGOS DICK DUNHAM, TOM CARUSO, MIKE SKORY E NELSON WOOD FIZERAM UM ALBUM MUITO BOM COM GUITARRAS ELÉTRICAS E ACÚSTICAS DE ÓTIMO NÍVEL, COM VOCAIS E ARRANJOS COMPETENTES E TUDO EM TORNO DO BLUES, MAS MISTURANDO VÁRIOS ESTILOS E INFLUÊNCIAS COMO FOLK, PSICODELISMO, RURAL-ROCK E COM UM POUCO DE BOA VONTADE AINDA PODE SE NOTAR RESPINGOS DE SPACE-ROCK!! APENAS 500 CÓPIAS FORAM PRENSADAS DESSE BOM ALBUM!! VENENO RARO E RECOMENDADO!!
 
Deacon Productions lançou 500 cópias desse album em 1972. Tanto João Drendall (vocal / guitarra) e B.A. Thrower (baixo / guitarra / órgão) moravam no campus da Universidade de Michigan, em Lansing. Os dois finalmente se mudaram para uma casa suburbana com uma garagem espaçosa. Esta garagem foi transformada em um estúdio onde o grupo praticou horas a fio. Eventualmente Drendall e Thrower iam para um estúdio em Kalamazoo para gravar seus experimentos. Amigos, Tommy "Dedo Duro Eddie" Caruso (slide guitar), Mike "Elmo" Skory (teclados), Vern "O Bopper" Albaugh (flauta), Nelson Madeira (harpa), Jimmie Spillane (fundos), e Ross Maxwell (sinos e qualquer
outra coisa) deram contribuições valiosas para o álbum.
 
As performances dos caras brilham com um bom nível de profissionalismo. Todos são excelentes músicos, o compositor é estelar, e a produção soa de alto nível - igual como um grande grupo de rock. Aqueles de vocês que gostava Euphoria (o grupo de country-rock Texas), Crazy Horse, e todo mundo sabe que isso é Nowhere era Neil Young vai se apaixonar por este registro em uma maneira grande.
 
Uma das músicas do Papa, "Old Man Gibbs," soa como Neil Young em suas primeiras gravações. A abertura do álbum, "Cold Night In August.", destaca-se como a maioria dos blues do álbum, são mais de 6 minutos de um country blues bem descontraído que vale a pena ouvir. Mesmo os números psicodélicas, "Black River Lady" e "I Feel" é música de humor fabuloso que evoca uma atmosfera intoxicante mais de acordo com o final dos anos 60. O álbum como um todo é uniformemente legal e forte e vale uma audição.
 
---------------------------------------------------
A truly excellent album, with almost no reputation among dealer circles. Not that it's unliked, but very few have heard it due to it's rarity. The recent CD reissue should help in that respect. Primarily country/rural flavored rock, with some psych and blues mat'l, as well as a few folk/rock moves. They were a Michigan outfit, and this album, released on their own Deacon Productions label, was the first of three.
---------------------------------------------------
Acid Archives says: “This is an extremely accomplished private press album. They play acoustic and electric blues-rock, psych/funk jams, snappy acoustic folk, honky-tonk, and moody near space-rock, all with great success. The guitar playing is excellent, the vocals world-weary and evocative, and the arrangements clever (listen to the way the organ swoops in and out of “Old Man Gibbs,” for instance).”  

A1 Cold Night In August  6:33 
A2 Old Man Gibbs  5:40 
A3 Friends  2:30 
A4 Papa Never Let Me Sing The Blues  5:22 
B1 Get To Heavy  2:36 
B2 I Feel  6:45 
http://youtu.be/QTxe2j4OTtI
B3 Throw Off Your Trouble Past  4:25 
B4 Black River Lady  5:00 
B5 Bye Bye Mr. Jones  2:28 
 
Postar um comentário